Últimas Notícias

ARRECADAÇÃO FEDERAL OBTÉM RESULTADOS RECORDISTAS

Foram arrecadados R$ 156,8 bilhões em impostos federais no Brasil em abril deste ano.
Houve acréscimo real (IPCA) de 45,22% em relação a abril de 2020, quando foram recolhidos R$ 107,9 bilhões, informou a Receita Federal.

No período acumulado de janeiro a abril, a arrecadação alcançou o valor de R$ 602,7 bilhões, representando acréscimo pelo IPCA de 13,62% em relação ao ano passado.
Estes foram os melhores resultados para o mês e para o quadrimestre desde o início da série histórica, há 26 anos.

Em março, o Fisco já havia anunciado o aumento de 18,5% na arrecadação, totalizando R$ 137,9 bilhões.
Já no acumulado do primeiro trimestre, a soma com os impostos chegou a R$ 445,9 bilhões.

Os resultados também foram recordes para o mês e o período desde 1995, mostrando tendência de recuperação da economia ainda em meio à pandemia.

PAZUELLO – O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai passar o fim de semana aliviado. Foi muito pressionado pela CPI da Pandemia do Senado – mas passou.

Certamente vai ser chamado outras vezes à Comissão Parlamentar de Inquérito, para acareações com testemunhas que contradizem suas afirmações.

Pazuello tecnicamente blindou o Presidente Bolsonaro, atraindo responsabilidades para o Ministério da Saúde nas decisões sobre a pandemia.

Ele disse que a crise de Manaus seria de responsabilidade do Governo do Amazonas, que contou com apoio do Ministério da Saúde. Reconheceu que se recusou a intervir oficialmente na Secretaria de Saúde do estado.

Pazuello declarou que na sua gestão não foi comprada nenhuma dose de cloroquina.
Suas afirmações irritaram o relator Renan Calheiros, que propôs a contratação de empresa especializada em apurar informações, para detectar possíveis mentiras em depoimentos.

INTERNET – Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1018/20, que reduz encargos para estações terrenas de internet por satélite e altera regras de aplicação de recursos do Fust e de incidência de tributos sobre plataformas de streaming. A matéria segue para apreciação do Senado.

A intenção do Governo é fazer com que a diminuição dos encargos estimule o aumento desse tipo de serviço, que hoje conta com 350 mil pontos. A estimativa é chegar a 750 mil estações.

ÍNDIA – Expectativa é sobre a chegada da variante indiana da Covid-19 no Brasil, ainda não detectada.
No Maranhão, seis tripulantes estão retidos dentro de um navio. Afetados com o vírus indiano, não têm autorização para descer no porto.

Alguns estados brasileiros começam a adotar medidas restritivas em aeroportos.

EXPORTAÇÃO – Doses da vacina russa Sputnik V produzidas em Guarulhos começarão a ser exportadas para outros países da América Latina.
No Brasil, esta vacina ainda não foi liberada pela Anvisa.

VACINAÇÃO – Primeira dose de vacina contra Covid-19 foi aplicada em 41.097.928 brasileiros, o que corresponde a 19,41% da população.

Número de mortes no Brasil chegou a 444.094, com 2.403 óbitos ontem.

GAZA – Semana termina com uma boa notícia: graças à intervenção do Egito, foi iniciado cessar-fogo na Faixa de Gaza, suspendendo os bombardeios de Israel e palestinos.

SUPERMERCADOS – Faturamento do setor de supermercados no Brasil, que conta com 91.351 lojas, chegou a R$ 554 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O valor representa 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. São 3 milhões de empregos diretos e indiretos no setor.
Esses estabelecimentos estiveram em plena operação na pandemia e lucraram com isso.

AGENDA – Presidente Bolsonaro está hoje no Maranhão.
Faz entrega de Títulos de Propriedade Rural em Açailândia.

ECONOMIA – Dólar fechou ontem a R$ 5,277, com recuo de R$ 0,039 (-0,73%).

Índice Ibovespa, da Bolsa de Valores, atingiu 122.701 pontos, com alta de apenas 0,05%.
Por RENATO RIELLA

Entrevista TVN Brasil - Tempos de Mudança