Economia

Pedidos de seguro-desemprego somam 332 mil na 2º semana de setembro

Pedidos de seguro-desemprego somam 332 mil na 2º semana de setembro thumbnail

Solicitações seguem, no entanto, tendência de queda, um sinal de que os empregadores estão segurando os trabalhadores, apesar do receio com a variante delta do coronavírus . Nos Estados Unidos, os pedidos de seguro-desemprego subiram na semana passada, depois de atingirem a mínima na era pós-pandemia.
Os pedidos novos de seguro-desemprego, um indicador de demissões, subiram para 332 mil na semana passada, informou o Departamento de Trabalho nesta quinta-feira (16). Na semana anterior, o total de pedidos chegou a 312 mil. A expectativa de economistas ouvidos pelo “The Wall Street Journal” era que nesta última semana as solicitações chegassem a 320 mil.
Vendas no varejo dos EUA têm alta inesperada em agosto
A média móvel de quatro semanas foi 335.750 pedidos, uma diminuição de 4.250 da média revisada da semana anterior. Esse é o nível mais baixo para essa média desde 14 de março de 2020, quando fechou em 225,5 mil pedidos.
Apesar do aumento na relação mês a mês, os pedidos de seguro-desemprego seguem uma tendência de queda, um sinal de que os empregadores estão segurando os trabalhadores, apesar do receio com a variante delta, mais contagiosa, da covid-19.

Entrevista TVN Brasil - Tempos de Mudança