Notícias

CORREIOS TÊM MAIOR LUCRO DA HISTÓRIA

Ministério da Saúde traça estratégia rígida para evitar a disseminação da cepa indiana da Covid-19 no Brasil.
No Estado de São Paulo, por exemplo, pessoas originárias do estado do Maranhão estão sendo monitoradas, no Terminal Rodoviário do Tietê e nas rodovias federais Fernão Dias e Dutra.

Anvisa intensifica a fiscalização nos aeroportos e portos pelo país.
Por enquanto, aeroportos e rodovias federais no Maranhão continuarão funcionando, mas haverá maior vigilância e testagem nestes locais, de acordo com o Ministério, que reforçou o estado com doses de testes e vacinas.

Desde o dia 14, portaria ministerial impede a entrada de passageiros no Brasil vindos da Índia, África do Sul, Reino Unido e Irlanda do Norte.

Secretaria de Saúde do Maranhão está implantando barreiras sanitárias em aeroportos, portos e outros pontos, para impedir a disseminação da variante, que chegou a São Luís num navio vindo da Índia.
Pelo menos quatro estados brasileiros estão com pessoas em observação, por possível contato com indianos.

ÍNDIA – Número diário de óbitos pela Covid-19 acima de quatro mil continua ocorrendo na Índia, onde a subnotificação de casos não permite ver a real dimensão da doença.
Enquanto isso, em todo o mundo são tomadas medidas para retardar a disseminação do vírus indiano.

VACINAÇÃO – Passou de 20% o total de brasileiros que tomaram a primeira dose de vacinas contra a Covid, o que corresponde a 42.539.769 pessoas (20,09% da população).

Brasil chegou a 449.858 mortos por covid-19.
Ontem, foram registrados 790 óbitos, número que está em queda.

DEPOIMENTO – A CPI da Covid do Senado ouve hoje a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro.
Os dois temas mais ligados a ela são tratamento precoce e crise de Manaus.

PAZUELLO – Presença do ex-Ministro da Saúde, General da ativa Eduardo Pazuello, no passeio de moto do Presidente Bolsonaro, no sábado, gerou polêmica.
Tudo indica que Pazuello passará para a reserva do Exército, ficando livre para ter atuação política.

PIB – A previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil subiu para 3,52%, segundo avaliação semanal das instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC).
Para 2022, a estimativa de crescimento da economia é de 2,30%.

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu para 5,24%, na sétima alta consecutiva da inflação.
Para 2022, a estimativa de inflação passou para 3,67%.

Para os especialistas, a taxa de juros oficial Selic pode terminar o ano em 5,5% ao ano.

CONSUMO – A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) recuou 1,6% na passagem de abril para maio deste ano e chegou a 67,5 pontos.

Esta é a segunda queda consecutiva do indicador, que atingiu o menor patamar do indicador desde agosto de 2020 (66,2 pontos).
O dado foi divulgado pela Confederação Nacional do Comércio (CNC).

APOSENTADORIA – INSS está liberando a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em junho.
Cerca de 31 milhões de segurados devem ser contemplados pela antecipação.

A estimativa do Governo Federal é que a medida injete R$ 50 bilhões na economia brasileira.
E ontem a Receita Federal anunciou a primeira devolução do Imposto de Renda do ano.

ECONOMIA – Impulsionada pelo mercado externo e por ações de bancos, a Bolsa de Valores iniciou a semana com forte alta.

O índice Ibovespa fechou ontem aos 124.032 pontos, com alta de 1,17%.
O dólar ficou estável, a R$ 5,325, com recuo de 0,53%.
Por RENATO RIELLA

Entrevista TVN Brasil - Tempos de Mudança