Economia

Palmirinha licencia seu nome para rede de cafeterias

Palmirinha licencia seu nome para rede de cafeterias thumbnail

Aos 88 anos, Palmirinha associou seu nome a uma rede de cafeterias, licenciou a marca e está empreendendo. Palmirinha licencia seu nome para rede de cafeterias
Palmirinha Onofre fez muito sucesso na TV em programas culinários. E mesmo após cinco anos longe das telas, aos 88 anos, ela ainda trabalha com o que mais gosta de fazer: alimentar as pessoas com carinho e afeto. Ela associou seu nome a uma rede de cafeterias, licenciou a marca e está empreendendo.
“Pra deixar alguma coisa pros meus netos, meus bisnetos, como eu tô deixando, então foi um sonho que eu consegui realizar”, diz.
O sonho foi abrir uma cafeteria em São Paulo. Junto com o empresário Gustavo Quattrone e outros dois sócios, ela licenciou a marca. “A gente estudou todos os nossos concorrentes e a gente identificou que ninguém tinha uma marca de uma pessoa tão sólida quanto a da Palmirinha. Até porque no mercado não tem ninguém que agregasse tanto no nosso negócio, de qualidade e de confiabilidade”, garante Gustavo.
A primeira unidade foi aberta em dezembro de 2017. Hoje são três quiosques em São Paulo e vários fornecedores de alimentos escolhidos a dedo pelos sócios e, claro, pela própria Palmirinha.
“Tudo foi avaliado desde o começo. O perfil do produto que nós poderíamos fazer pras lojas dela como um negócio, como um todo. E, lógico, a Palmirinha já foi dando seus pitacos. Foi falando: olha, e se a gente colocar um recheio assim, um recheio assado”, explica a fornecedora Claudia Rodrigues.
“Quando ela teve a ideia de fazer o negócio com a gente, ela queria levar a receita dela pro público final. Esse era o conceito dela. E essa é a nossa ideia, e esse é nosso diferencial. Você leva realmente a experiência da Palmirinha, da vovó, para os clientes de modo geral”, explica Gustavo.
O investimento inicial do negócio foi de R$ 270 mil. A Palmirinha entrou com a imagem e ganha uma porcentagem do faturamento total bruto das três cafeterias. É o que se chama de licenciamento de personalidade.
“O investimento dela, a gente fala é “só” imagem, mas é um baita investimento porque hoje o nosso negócio vive em cima dela. Vive com base na Palmirinha, nas cores que ela gosta, com os salgados que ela gosta, cardápio, tudo!”, diz Gustavo.
A Palmirinha dá opinião nos mínimos detalhes desse negócio. Toalhinha de mesa, copo descartável, decoração e até a xícara e o guardanapo, ela quis que ficassem do jeito dela.
A média de faturamento das cafeterias é de R$ 130 mil por mês. A ideia dos sócios é de ter 15 unidades até o fim de 2020.
CASA VOVÓ PALMIRINHA
Email: expansão@casavovopalmirinha.com.br
www.casavovopalmirinha.com.br
Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens – ABRAL
Endereço: Av. Rouxinol, 1041 Conj. 1108 – Moema
São Paulo/SP – CEP: 04516-001
Telefone: (11) 3021-7616
www.abral.org.br

Comentar

Clique aqui para postar um comentário