Destaque Últimas Notícias

EX-MINISTROS MANDETTA E TEICH NA CPI DA COVID

EX-MINISTROS MANDETTA E TEICH NA CPI DA COVID

CPI da Covid-19 do Senado inicia hoje as oitivas de testemunhas.
Conforme requerimentos aprovados pelos senadores, estão previstos os seguintes depoimentos:

• terça-feira 10h: ex-Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que chefiou a pasta até 16 de abril de 2020;
• terça-feira 14h: ex-Ministro da Saúde Nelson Teich, que substituiu Mandetta e ficou no cargo menos de um mês;
• quarta-feira 10h: ex-Ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que chefiou a pasta pelo maior tempo na pandemia;
• quinta-feira: o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

Às 11 horas, no Palácio do Planalto, Presidente Bolsonaro reúne-se com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

EXPORTAÇÕES – Beneficiada pela alta das commodities (bens primários com cotação internacional), a balança comercial brasileira registrou o melhor saldo da história para meses de abril.

No mês passado, o país exportou US$ 10,349 bilhões a mais do que importou.
O saldo é 67,9% maior do que em abril de 2020. As exportações somaram US$ 26,481 bilhões, alta de 50,5% sobre abril de 2020.

As importações totalizaram US$ 16,132 bilhões no mês, alta de 41,1%.
Com o resultado de abril, a balança comercial acumula superávit de US$ 18,257 bilhões nos quatro primeiros meses do ano. O resultado é 106,4% maior que o do mesmo período de 2020.

PIB – Especialistas do mercado financeiro ouvidos semanalmente pelo Banco Central preveem crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de 3,14% em 2021.
A previsão para a inflação do ano é de 5,04%.

JUROS – Há expectativa de que a taxa básica de juros (Selic) suba de 0,50 a 0,75 ponto percentual esta semana, podendo chegar ao nível de 3,5% ao ano.
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reúne hoje (4) e amanhã (5) para discutir os juros.

VEÍCULOS – As vendas de veículos novos no Brasil caíram 7,5% em abril ante março. No total, 175,1 mil veículos foram licenciados no mês passado, entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus.

Na comparação com abril de 2020, quando o mercado foi reduzido a menos de 56 mil veículos, as vendas do mês passado mais do que triplicaram (alta de 214%).

O levantamento é do sistema Broadcast, do Estadão.
Balanços oficiais serão divulgados hoje pela Fenabrave e, dia 7, pela Anfavea.

MANIFESTAÇÃO – Entidades de produtores rurais nos estados organizam para o dia 15 atos de apoio ao Presidente Bolsonaro, contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo fim das medidas de isolamento social.

Os organizadores afirmam ter o apoio de 100 sindicatos rurais e pretendem mobilizar manifestantes para se concentrar na Granja do Torto, em Brasília.

A mobilização é feita por meio de sindicatos vinculados às federações da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA).

Os eventos têm como principais articuladores a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), a Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra) e a Associação dos Cafeicultores do Brasil (Sincal).

REFORMA – O relator da Comissão Mista da Reforma Tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) apresentará seu parecer hoje no Congresso Nacional.

Foi convocada sessão remota da comissão para as 15h.
Há polêmica sobre o possível fatiamento da proposta de Reforma em quatro blocos.

BRASIL – Balanço da vacinação contra Covid-19 aponta que 32.316.507 pessoas receberam a primeira dose no Brasil, o que representa 15,26% da população.

Em diversos estados que não reservaram estoque, há problema para aplicação da segunda dose.

Houve 983 óbitos registrados no Brasil ontem, elevando o total a 408.622.

ECONOMIA – Dólar fechou ontem a R$ 5,419, com recuo de R$ 0,013 (-0,24%).
O Ibovespa, da Bolsa de Valores, encerrou o dia ontem aos 119.209, com alta de 0,27%.
Por RENATO RIELLA

Comentar

Clique aqui para postar um comentário