Economia

EUA criam 273 mil empregos em fevereiro e mostram ritmo robusto em meio a surto de coronavírus

EUA criam 273 mil empregos em fevereiro e mostram ritmo robusto em meio a surto de coronavírus thumbnail

Empregadores norte-americanos mantiveram um ritmo robusto de contratações e resultado veio acima do esperado pelo mercado. A economia dos EUA deu uma nova prova de sua força em fevereiro, com a criação de 273 mil novos empregos, contradizendo as previsões de economistas, que esperavam uma desaceleração, segundo dados do Departamento do Trabalho publicados na sexta-feira (6).
A taxa de desemprego, por sua vez, caiu para 3,5%, o menor nível em 50 anos e 0,1% abaixo do esperado pelos analistas.
O governo Donald Trump revisou os dados de dezembro para cima, ao calcular que 273 mil novos empregos também foram criados naquele mês, contra os 225 mil anunciados inicialmente.
Economistas consultados pela Reuters previam que seriam criadas 175 mil vagas em fevereiro.
Na terça-feira, o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) anunciou um corte extraordinário de 0,5 ponto percentual nas taxas de juros do país, em resposta aos possíveis impactos do coronavírus na economia, causando forte impactos nos mercados globais.
Entenda os impactos do avanço do coronavírus na economia global e brasileira
Fed corta juros para combater efeitos do coronavírus na economia dos EUA