Turismo

Como Florianópolis se prepara para receber turistas após temporada com 'epidemia de diarreia' e incerteza econômica da Argentina

Como Florianópolis se prepara para receber turistas após temporada com 'epidemia de diarreia' e incerteza econômica da Argentina thumbnail

Neste ano, segundo a Embratur, houve queda de 12% no número de passagens compradas para o Brasil pelos argentinos em relação ao ano passado. O período corresponde de 25 a 31 deste mês. Praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis, em julho de 2023
Tiago Ghizoni/NSC
Florianópolis se prepara para receber ao menos 2,8 milhões de turistas na temporada 2023-2024, entre brasileiros e estrangeiros. A maior parte dos visitantes esperados na Capital, historicamente, é a de argentinos.
Porém, com o histórico de ‘epidemia de diarreia’ do último verão, a incerteza econômica vivida na Argentina e a redução de passagens aéreas compradas pelos estrangeiros em relação ao último ano, a Capital aposta na divulgação para atraí-los.
✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp
Segundo dados da Embratur, embora a Argentina seja o segundo país com maior emissão de passagens para o Brasil, houve queda no número de passagens compradas por eles, de lá para cá, até 1º de dezembro deste ano em relação ao ano anterior.
Em 2022, os vizinhos estrangeiros emitiram 11.314 passagens. Neste ano, porém, foram 9.936 – o que representa redução de 12,2% (veja os dados nacionais em quadro no fim do texto).
Expectativas
Mesmo com a incerteza de qual será o impacto em números por causa da “condição política vivida no país”, principalmente após a eleição de Milei, e a redução das passagens adquiridas pelos argentinos, o setor de turismo está confiante em relação a vinda deles à Capital, segundo Mario Costa Junior, presidente da Destino Floripa, associação formada por empresas de turismo da região.
Milei presidente: a Argentina continuará barata para os turistas brasileiros?
Somado a isso, a cidade possuiu o histórico de passar a última temporada com surto de diarreia e mais de 7,9 mil pacientes. Além da Capital, outras cidades notificaram casos da epidemia. Entre elas está Balneário Camboriú, Bombinhas, Navegantes, Penha, Porto Belo.
Especialistas investigam relação entre casos de diarreia em Florianópolis e balneabilidade
Para fortalecer o destino, a associação de Florianópolis convidou, em novembro, um grupo de jornalistas e comunicadores para conhecer as potencialidades da cidade. Além das 42 praias, os roteiros incluíram atividades gastronômicas, culturais, turismo de experiência como arborismo e rafting, para mostrar que a região é destino turístico o ano todo.
Questionada sobre o que tem feito para atrair os argentinos após a temporada passada, a prefeitura da Capital afirmou que “realiza ações localizadas de turismo internacional”. No último trimestre de 2023, por exemplo, a administração esteve, por exemplo, na Feira Internacional em Buenos Aires. Além disso, o município aposta na relação com a embaixada para impulsionar o investimento no setor.
Segundo o Destino Floripa, os argentinos lideram o número de turistas vindos à Capital, No primeiro semestre deste ano, 204.720 estrangeiros visitaram o Estado, um aumento de 120,2% em comparação com o mesmo período de 2022, quando o número de turistas internacionais foi de 92.957, segundo dados da Embratur.
Do total, foram 168,1 mil visitantes argentinos de janeiro a junho de 2023, seguidos pelos chilenos, com 22.918 turistas nestes meses.
Compra de passagens para o Brasil
Segundo a Embratur, os cinco países com maior compra de passagem para o Brasil são os Estados Unidos, Argentina, Portugal, Chile e Itália. Veja os dados desses países abaixo:
Compra de passagens para o Brasil para a semana de 25 a 31 de dezembro
✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp
VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

Comentar

Clique aqui para postar um comentário